Cancro de mama

Siga os conselhos de prevenção do cancro de mama. Prevenir a tempo, é mimimizar os riscos de cancro. Saiba o que fazer!


cancro-mama

Prevenir o cancro de mama está também nas nossas mãos. E, a melhor forma de o fazer, é através de alguns cuidados. Aqui ficam uma série de conselhos, que nos podem ajudar a reduzir o risco de desenvolver o tumor no peito.




1. Manter-se ativa…é importante evitar a vida sedentária. A realização de uma atividade física entre 35 minutos e uma hora por dia diminui o risco de sofrer de cancro da mama.


2. Exercício ao ar livre. É preferível praticar uma atividade física ao ar livre, pois a vitamina D que se adquire ao expor-se ao sol com moderação, é muito benéfica em termos de prevenção do cancro de mama.


3. Diga adeus à gordura. Potencie os alimentos com poucas gorduras: é importante evitar o consumo de gorduras animais (carnes vermelhas, ovos, manteiga, enchidos).


4. Cuidado com as quantidades. Os alimentos gordos não devem ter mais de 25%-30% das calorias da nossa dieta.


5. As fibras. O consumo de alimentos ricos em fibra, assim como os ricos em vitamina A, C e E, ajudam a proteger o nosso organismo.


6. Aliados da nossa alimentação. Se incluirmos na nossa dieta alimentos como as couves de bruxelas, o repolho, couve-flor, nabos, teremos uma proteção extra, já que possuem um efeito protetor contra o cancro pelo seu componente em sulforafano, componente que fortalece as células que ajudam a combater os tumores.


7. Evitar o consumo de álcool. Os últimos estudos realizados revelam que tomar uma media de 3 a 6 copos por semana, pode aumentar até 15% a probabilidade de ter um tumor, percentagem de risco que se eleva até 51% , se o consumo (de copos) for diário.


8. O aleitamento materno também ajuda. Dar de mamar ao bebé ajuda a proteger em relação ao cancro de mama. É conveniente amamentar os bebés durante pelo menos 6 meses e é muito recomendável fazê-lo pelo menos durante um ano. São muitos os estudos que provam que existe relação entre a amamentação dos bebés e a redução dos fatores de risco de padecer de cancro de mama.


9. Cuidado com os contracetivos. É importante controlar o uso de anti contracetivos hormonais, já que determinados estudos estabelecem uma relação entre o seu consumo e um discreto desenvolvimento do risco relativo de ter cancro de mama. Neste sentido, reconhece-se como fator de risco o consumo prolongado de anti contracetivos hormonais (mais de 5 anos, em mulheres com menos de 40 anos).


10. Tratamentos hormonais. É importante ter especial cuidado com os tratamentos de reposição hormonal durante a menopausa. Geralmente, há um longo período de silêncio entre a fase de iniciação de cancro da mama e o aparecimento dos sintomas. Procure exames preventivos para detetar o cancro nesta fase, isto é, quando é mais fácil tratar com sucesso.


Se seguirmos estes conselhos, além de obtermos múltiplos benefícios para a nossa saúde, teremos mais probabilidade de prevenir o cancro da mama.





© Órbitanews 2014