Chocolate

Quais os efeitos do chocolate para o coração?


O chocolate faz bem à saúde? A resposta não é conclusiva. Por isso, o melhor é comer com moderação.

chocolate

Um estudo recente mostra que talvez possamos atacar o chocolate sem medo, pois pode trazer benefícios para o coração. O estudo, que combinou o resultado de 42 testes, descobriu que as pessoas que consumiram chocolate ou cacau durante algumas semanas ou meses tiveram pequenas melhorias na pressão sanguínea e no funcionamento dos vasos sanguíneos. Tiveram também uma melhoria nos níveis de insulina, responsável por regular o açúcar no sangue.

Não é a primeira vez que estudos relacionados com chocolate, revelam os seus benefícios para o coração. Outros tinham já revelado que os amantes de chocolate tinham menos fatores risco relacionados com doenças cardíacas, como tensão alta.

No entanto, este tipo de estudo não prova a causa e o efeito entre chocolate e saúde. Ou seja, as pessoas que consomem chocolate podem ter outros fatores que explicam o bom funcionamento cardíaco.

Em contraste, este estudo centra-se em testes clínicos onde os pesquisadores escolhem aleatoriamente pessoas para comer chocolate ou não, e então observam as mudanças nos níveis sanguíneos, colesterol e outros fatores de risco.

De acordo com os pesquisadores, liderados por Lee Hooper, o facto de se terem verificado algumas melhorias leva a considerar que o chocolate pode trazer determinados benefícios.

No entanto, Hooper alerta para o facto de, dada a dimensão do estudo, poder conter erros. E, na verdade, nenhum estudo demonstrou se existe algum efeito no risco de vir a sofrer um ataque cardíaco ou derrame.

A recomendação de Hooper é: se gosta de chocolate amargo, coma! Apesar disso, as provas não são ainda suficientemente conclusivas para sugerir que todas as pessoas devem comer chocolate.

A especialista Alice H. Lichtenstein, que não esteve envolvida no estudo, concorda. “De uma perspetival prática, é prematuro dizer para as pessoas consumirem chocolate ou cacau para diminuir o riso de uma doença cardiovascular”.

Há que ter em atenção o controle de calorias. Por outro lado, não se sabe ao certo quais os benefícios do chocolate. Os flavonoides são os supostos agentes causadores do benefício, mas ainda não foram adequadamente testados para se saber se protegem, de facto, o coração.

A boa notícia, segundo Hooper, é que existe uma série de produtos naturais que contém vários flavonoides – incluindo as frutas (cítricas e maçãs) e vegetais (espinafres e brócolos, por exemplo), além de castanhas, soja, chá e vinho.

A grande questão é se os benefícios do chocolate são maiores do que os males associados. Baseado em pequenos estudos feitos, a equipe de Hooper comenta que seriam necessárias centenas de calorias de chocolate para que houvesse efeitos benéficos na insulina e nos vasos sanguíneos. E isso seria um problema para qualquer dieta saudável!

“Enquanto não houver mais dados, é errado dizer que o chocolate pode diminuir o risco de uma doença cardiovascular”, afirma Lichtenstein.

Quem gosta de chocolate, coma sem exageros; não coma mais na esperança de ajudar o seu coração!






© Órbitanews 2014