Feng Shui

O que é o Feng Shui?

 

feng shui

O Feng Shui dá-nos instruções para melhorar a energia do ambiente onde vivemos e trabalhamos...


Ensinai as vossas crianças que uma casa só é habitável quando está cheia de luz e de ar (…).    Le Corbusier

Achei muito interessante esta frase do arquitecto Le Corbusier, de facto também se aplica no Feng Shui. Uma casa com um chi saudável e harmonioso, onde haja boa energia, onde o chi flua harmoniosamente proporciona uma vida mais equilibrada aos seus habitantes. Uns dos conselhos que dou nas consultas de Feng Shui é a importância de arejar os ambientes, ter boa energia solar e ter plantas naturais nos locais onde vivemos e trabalhamos.

No útimo workshop que realizei em conversa com os alunos, percebi que existem algumas dúvidas sobre o significado de Feng Shui, quais os benefícios desta arte milenar chinesa e os resultados que podemos obter com uma consulta de Feng Shui às nossas casas ou local de trabalho. Depois há alguma confusão com as várias escolas de Feng Shui e respectivas análises.

O Feng Shui dá-nos instruções para melhorar a energia do ambiente onde vivemos e trabalhamos. Para todas as situações menos agradáveis, o Feng Shui oferece soluções, que passam pela procura do equilíbrio entre o yin e yang , pela harmonia entre os cinco elementos e os pelos vários sectores da casa.
Metaforicamente, a nossa casa é o nosso “segundo corpo”. A forma como tratamos a nossa casa tem uma verdadeira influência no nosso corpo físico e nos acontecimentos que ocorrem na nossa vida.
Todos os elementos na nossa casa contribuem para condicionar o seu chi. O principal objectivo do Feng Shui é combinar o chi da casa com o dos seus habitantes.
Com o Feng Shui podemos aprender a reconhecer e distinguir as energias positivas e negativas e também a aprender as sugestões de forma a aumentar o fluxo positivo de energia chi.
Le CorbusierEnsinai as vossas crianças que uma casa só é habitável quando está cheia de luz e de ar (...).

O Feng Shui é uma arte que pode ser trabalhada de diferentes maneiras consoante a escola que se utiliza: a Escola da Forma dá uma maior importância aos fluxos do chi, já a Escola Intuitiva determina que a porta de entrada está coincidente com o Norte virtual, por sua vez a Escola da Bússola trabalha com os pontos cardeais, referindo a importância da exposição solar.

Todas as várias escolas partilham os princípios básicos: a forma como a energia se movimenta, o Yin e o Yang, os cinco elementos (Água, Árvore, Fogo, Solo e Metal) e os oito trigramas. 

Um dos princípios mais elementares do Feng Shui é a teoria do Chi.
Chi é a palavra chinesa que tem vários significados, tal como energia vital, sopro e vitalidade. Há outras culturas que têm termos para esta energia vital, ki em japonês, prana em indiano, força vital no ocidente.
Chi é a força interior que vive dentro de entidades como o corpo humano, plantas ou edifícios. A energia chi é transportada através da atmosfera pelo vento, pela água, pela energia solar, pela luz e pelo som. A circulação para dentro e para fora dos edifícios faz-se essencialmente através das portas e das janelas.
Existem vários tipos de Chi: chi favorável, chi estagnado, chi cortante e chi desfavorável.

A Escola da Forma estuda os fluxos do chi. Se o chi for muito acelerado não conseguimos recarregar a nossa energia correctamente. Se o chi for muito lento o nosso próprio chi tende a estagnar. Também analisa a topografia, a forma da casa, dos compartimentos e a disposição do mobiliário.

A Escola Intuitiva não utiliza a bússola como ferramenta, aplica o “Baguá”- uma grelha com nove áreas, cada qual correspondendo a diferentes aspectos da vida, simbolizados por um trigrama. Com esta análise sabemos que áreas da nossa casa influenciam determinadas áreas da nossa vida. 
Esta grelha deverá ser aplicada sobre a planta geral da casa ou sobre um dos compartimentos, colocando o sector da Carreira sobre a parede onde se situa a porta de entrada principal (“Norte” virtual). A Escola Intuitiva ou “Chapéu Preto” começou na década de 80, quando Lin Yun, proveniente de Hong Kong, começou a ensinar Feng Shui na Califórnia. Um dos seus alunos foi Bill Spear, que no início da década de 90, levou o Feng Shui para o Reino Unido. Os ensinamentos da escola “Black Hat” eram essencialmente de uma natureza intuitiva . Este sistema com conceitos muito simples teve aceitação imediata pelo público ocidental em geral.

A Escola das oito direcções foi desenvolvida pelo inglês Simon Brown, é chamado o “Feng Shui contemporâneo” e a análise é feita de acordo com as características do centro da habitação, falhas ou extensões, posição dos compartimentos segundo os sectores, localização da porta de entrada, orientação das camas e secretárias. A grelha das 8 direcções é utilizada para determinar o padrão de energia chi existente na habitação. As características astrológicas (ki 9 estrelas) dos habitantes e a forma como os habitantes interagem também é estudado. É usada a bússola e faz-se a medição da direcção do dorso da construção em relação ao Norte Magnético. Depois com a planta da casa determina-se o centro da habitação, a frente e o dorso e faz-se a observação do exterior, interior e mobiliário existente de cada compartimento. As sugestões para harmonizar os ambientes são de acordo com os princípios das 5 transformações e as sensações das energias de cada sector.

Na Escola da Bússola - Feng Shui Clássico temos duas Escolas: Fei Sin ou Estrelas Voadoras e Ba Zhai ou Escola das 8 Mansões. É usada a bússola chinesa Luo-pan e faz-se a medição da direcção da construção em relação ao Norte Magnético.

Numa consulta de Feng Shui Clássico, além do valor ser mais elevado, as curas são mais focalizadas. É feito um mapa energético da casa, a planta é dividida em 8 sectores e temos quatro zonas com energia favorável e quatro zonas com energia desfavorável. No relatório da consulta são feitas as sugestões de harmonização dos espaços, de modo a reduzir a influência da energia negativa. O método das Estrelas Voadoras dá-nos um mapa energético que muda a cada período de 20 anos, a cada ano e mesmo a cada mês.

Com a Escola Ba Zhai a análise do mapa energético da casa é mais estático e intemporal. A partir da medição da orientação da casa, divide-se a casa em oito sectores, atribuindo a cada sector um trigrama que está associado a uma de oito estrelas. Cada uma destas oito estrelas tem um chi próprio, havendo 4 estrelas positivas e 4 estrelas negativas. O Ba Zhai classifica as casas em oito tipos consoante o sua orientação do seu dorso em relação ao Norte.
Com o estudo do Ba Zhai também determinamos quais as posições favoráveis e desfavoráveis para dormir e trabalhar de cada habitante da casa.

Os métodos e análises das várias escolas de Feng Shui são vários e é importante perceber e distinguir qual o melhor que se adapta ao seu caso. Através da sua análise será possível avaliar e propor as necessárias correcções, solucionando ou melhorando, problemas financeiros, de saúde, emocionais, ou profissionais.


Arquitecta e Consultora de Feng Shui
Paula Margarido

 

What is Feng Shui?


Feng Shui gives us directions to improve the energy from the environment we live and work ...

Teach your children that a house is habitable only when it is full of light and air (...).

Le Corbusier

I found this very interesting statement of the architect Le Corbusier, in fact also applies in Feng Shui. A house with a healthy and harmonious chi, where there is good energy, where the chi to flow harmoniously delivers a more balanced life for its inhabitants.Some of the advice I give consultations in Feng Shui is the importance of air environments, have good solar energy and have natural plants in places where we live and work.

In útimo workshop I conducted in conversation with students, I realized that there is some doubt about the meaning of Feng Shui, what the benefits of this ancient Chinese art and the results we obtain a consultation with Feng Shui in our homes or workplace.Then there is some confusion with the various schools of Feng Shui and its analysis.

Feng Shui gives us directions to improve the energy from the environment we live and work. For all the less pleasant, Feng Shui offers solutions that go through the search for balance between yin and yang, the harmony between the five elements and the various sectors of the house.

Metaphorically, our home is our "second body". The way we treat our house has a real influence on our physical body and the events that occur in our lives.

All elements in our house to help make their chi. The main goal of Feng Shui is to combine the chi of the house with their inhabitants.

With Feng Shui we can learn to recognize and distinguish between positive and negative energies and also to learn the tips to increase the positive flow of chi energy.

Feng Shui is an art that can be crafted in different ways depending on the school that is used: the Form School gives greater importance to the flow of chi, as the school determines that the Intuitive entrance door is coincident with the virtual north, turn the Compass School works with the cardinal points, referring to the importance of sun exposure.

All schools share several basic principles: the way energy moves, the Yin and Yang, the five elements (Water, Tree, Fire, Soil and Metal) and the eight trigrams.

One of the most basic principles of Feng Shui is the theory of Chi.

Chi is the Chinese word has several meanings, such as vital energy, breath and vitality. There are other cultures that have meaning for this life energy, ki in Japanese, Prana in India, vital force in the West.

Chi is the inner strength that lives inside of organizations like the human body, plants or buildings. The chi energy is transported through the atmosphere by wind, water, by solar energy, by light and sound. The movement into and out of buildings is done primarily through the doors and windows.

There are several types of Chi: Chi favorable, stagnant chi, chi chi and sharp negative.

The Form School examines the flow of chi. If the chi is too fast can not recharge our energy properly. If chi is very slow our own chi tends to stagnate. It also examines the topography, the shape of the house, magazines and the provision of furniture.

Intuitive School does not use the compass as a tool, implementing the "Bagua" - a grid with nine areas, each corresponding to different aspects of life, symbolized by a trigram. With this analysis we know which areas of our house influence certain areas of our lives.

This grid should be applied on the general layout of the house or on an enclosure, placing the sector's career on the wall where is located the main entrance door ("North" virtual). The School Intuitive or "Black Hat" began in the '80s, when Lin Yun, from Hong Kong, Feng Shui began teaching in California. One of his students was Bill Spear, who in the early 90s, took the Feng Shui for the United Kingdom. The teaching of the "Black Hat" was essentially an intuitive nature. This system with very simple concepts had immediate acceptance by the Western public at large.

The School of the eight directions was developed by Englishman Simon Brown, is called the "contemporary Feng Shui" and the analysis is done according to the characteristics of the center housing, extensions or failures, position the compartments in the sectors, the location of the entrance door , orientation of beds and desks. The table of 8 directions is used to determine the pattern of chi energy in existing housing. The astrological characteristics (9 star ki) of residents and how people interact is also studied. It used the compass and it is measuring the direction of the back of the building relative to Magnetic North. Then with the house plan determines the center of the housing, the front and back and makes the observation of the exterior, interior and furniture existing in each compartment. The suggestions are aimed at bringing the environment in accordance with the principles of the five transformations of energy and feelings of each sector.

In the Compass School - Classical Feng Shui Schools have two: Flying Stars or Fei Sin and Ba Zhai or 8 Mansions of the School. It used the Luo-Pan Chinese compass and it is measuring the direction of development in relation to the Magnetic North.

In a Feng Shui consultation Classic, and the value is higher, the cures are more focused. You made an energy map of the house, the plant is divided into eight sectors and we have four zones with positive energy and negative energy with four zones. In the consultation report are made suggestions for harmonizing the spaces in order to reduce the influence of negative energy. The Flying Star method gives us an energy map that changes every 20 years, every year or even every month.

School Ba Zhai With the analysis of the energy map of the house is more static and timeless. From measuring the orientation of the house, the house is divided into eight sectors, giving each branch a trigram that is associated with one of eight stars. Each of these eight stars is itself a chi, with 4 stars positive and negative 4 stars.The Ba Zhai classifies households into eight types according to the orientation of its back against the North.

With the study of the Ba Zhai also determine which positions favorable and unfavorable to sleep and work of every inhabitant of the house.

The methods and analysis of the various schools of Feng Shui are different and it is important to understand and distinguish the best that suits you. Through its analysis will be possible to evaluate and propose the necessary corrections, resolving or improving, financial problems, health, emotional or professional.

Paula Margarido

Architect and Feng Shui Consultant


© Órbitanews 2014