Hipertensão arterial (causas)

Causas da hipertensão arterial


Do estilo de vida às patologias, fique a par dos principais responsáveis por este factor de risco da doença cardiovascular

hipertensao art causas

Em geral, não se consegue detectar uma causa específica de hipertensão na grande maioria dos doentes. Quando a hipertensão arterial (HTA) não tem causa aparente, chama-se-lhe hipertensão essencial. Em estudos realizados nos Centros de Saúde, a HTA secundária, ou seja, com causa detectável, costuma  er inferior a 5%. No entanto, em certas séries hospitalares que recebem doentes mais graves, essa percentagem é superior.

Por este motivo (95% sem causa identificada), não é apropriado nem desejável, e nem sequer possível, investigar a causa em todos os indivíduos com HTA. Contudo, em casos seleccionados, especialmente os doentes resistentes à terapêutica, os casos mais graves e os hipertensos jovens, ou em que se levante qualquer suspeita clínica, devem ser investigados, no sentido de detectar causas curáveis de hipertensão. Como nestes casos a cura da doença é possível, os exames para pesquisa da causa de HTA devem, por isso, ser realizados se houver sinais ou sintomas suspeitos.


HIPERTENSÃO ARTERIAL ESSENCIAL

Hoje pensa-se que a hipertensão arterial é devida a uma combinação de factores hereditários, ambientais e de erros no estilo de vida. Não devemos esquecer que os factores hereditários não são modificáveis, mas o estilo de vida é. A adopção de um estilo de vida saudável não só é benéfico em termos de prevenção e controlo da HTA, como de diversas outras doenças não transmissíveis (cancro ou diabetes) e bem como assim da saúde em geral. 

Existe todo um conjunto de erros no estilo de vida que condicionam, nos indivíduos susceptíveis, o aparecimento e/ou o agravamento da HTA ou suas complicações.


Excesso de consumo de sal 

A maior parte dos Portugueses consome sal em excesso. O consumo de sal em Portugal era, até há poucos anos, superior em mais de duas vezes ao consumo médio «per capita» dos outros países do Mercado Comum Europeu. Pensa-se que o consumo excessivo e desnecessário de sal contribui para o desenvolvimento da HTA nos países industrializados (as civilizações que não consomem sal, não sofrem de hipertensão).


Excesso de peso corporal 

A HTA é muito mais frequente nos indivíduos com excesso de peso e obesos e está, nestes indivíduos, associada a outros factores de risco cardiovascular. Está calculado que uma redução de 5 Kg no peso corporal se acompanha de um descida da pressão arterial de 10 mmHg para a pressão sistólica e de 5 mmHg para a diastólica. Esta descida permite controlar a maioria dos hipertensos ligeiros. 


Excesso de álcool 

Sabe-se hoje que três ou mais copos de vinho (ou o equivalente em outras bebidas alcoólicas) contribui para elevar a pressão arterial. Está bem demonstrado que, quando se reduz o consumo de álcool, a pressão arterial desce. 


Sedentarismo 

O exercício físico regular reduz a pressão arterial em cerca de 10 a 15 mmHg. A actividade física proporciona outros benefícios tais como ajudar a controlar o peso, reduzir a tensão provocada pelo stress, condicionar um sono mais profundo, melhorar a disposição e elevar as HDL (colesterol bom).


Tabaco 

O hábito de fumar eleva a pressão arterial e agrava os efeitos nocivos da hipertensão sobre as paredes das artérias, acelerando a aterosclerose. Há estudos que demonstram que, nos casos de HTA ligeira e moderada, o benefício obtido pelo abandono do tabaco é até superior ao da própria terapêutica farmacológica antihipertensora.


HIPERTENSÃO ARTERIAL SECUNDÁRIA

As causas da hipertensão secundária, embora relativamente raras, têm grande importância por serem potencialmente curáveis. 

Referimos em seguida as causas mais importantes:


Doenças do rim

Nem todas as doenças renais se associam a HTA mas, por outro lado, elas são a principal causa de HTA secundária conhecida, sobretudo as doenças do parênquima renal. A estenose (estreitamento) da artéria renal é uma causa relativamente rara, mas que se diagnosticada, pode, em muitos casos, ser curada cirurgicamente ou, mais recentemente, por angioplastia (dilatação da artéria estreitada, com um catéter que tem um balão insuflável na ponta, ao jeito do que se faz com a doença coronária).


Doenças endócrinas

São muito raramente causa de hipertensão. As mais frequentes actuam através de uma produção hormonal aumentada pelas suprarenais, geralmente por um tumor que pode ser removido cirurgicamente, como por exemplo, o hiperaldosteronismo primário, o feocromocitoma ou mesmo a síndrome de Cushing.


Doença iatrogénica

Anticonceptivos orais. Quase todas as mulheres que tomam a pílula sofrem uma elevação, mesmo que ligeira, da pressão arterial. Num pequeno número de casos, essa elevação pode ser considerável e levar a HTA.



Causes of hypertension





Lifestyle diseases to stay abreast of the leaders of this risk factor of cardiovascular disease
hipertensao art causas
In general, one can not detect a specific cause of hypertension in most patients. When the hypertension (HT) has no apparent cause, it is called essential hypertension. In studies conducted in health centers, secondary arterial hypertension, ie, detectable cause, usually less than 5% er.However, in certain patients receiving hospital series more severe, the percentage is higher.

For this reason (95% with no identified cause) is not appropriate or desirable, or even possible, investigate the cause of all individuals with hypertension. However, in selected cases, especially patients resistant to therapy, and the most severe cases young hypertensive, or stand in which any suspicion, should be investigated in order to detect curable causes of hypertension. As these cases a cure is possible, exams to study the cause of hypertension should therefore be performed if signs or symptoms suspicious.


Essential hypertension

Today it is believed that hypertension is due to a combination of hereditary factors and environmental errors in lifestyle. We must not forget that hereditary factors are not modifiable, but the lifestyle is. Adopting a healthy lifestyle is not only beneficial in terms of prevention and control of hypertension, as several other non-communicable diseases (cancer or diabetes) and health and well in general.

There is a whole set of errors in lifestyle that affect, in susceptible individuals, the onset and / or aggravation of hypertension and its complications.


Excess salt intake

Most Portuguese consumes excess salt. Salt intake in Portugal was, until a few years, up more than twice the average consumption "per capita" of other countries of the European Common Market. It is thought that excessive and unnecessary consumption of salt contributes to the development of hypertension in industrialized countries (the civilizations that do not consume salt, do not suffer from hypertension).


Excess body weight

Hypertension is more common in individuals with overweight and obese and is, in these individuals, associated with other cardiovascular risk factors. It is estimated that a reduction of 5 kg in body weight was accompanied by a fall in blood pressure of 10 mmHg for systolic and 5 mmHg diastolic. This decline can control most mild hypertension.


Excess alcohol

It is now known that three or more glasses of wine (or the equivalent in other alcoholic beverages) contributes to raising blood pressure. It is well established that, when reducing alcohol consumption, blood pressure drop.


Sedentary

Regular exercise lowers blood pressure by about 10 to 15 mmHg.Physical activity provides other benefits such as helping to control weight, reduce tension caused by stress, a condition deeper sleep, enhance mood and raise HDL (good cholesterol).


Tobacco

Cigarette smoking increases blood pressure and exacerbates the harmful effects of hypertension on artery walls, accelerating atherosclerosis.Studies have shown that in cases of mild and moderate hypertension, the benefit gained by smoking cessation is even higher than their own antihypertensive drug therapy.


SECONDARY HYPERTENSION

The causes of secondary hypertension, although relatively rare, are of great importance because they are potentially curable.

Then refer to the most important causes:


Diseases of the Kidney

Not all diseases are associated with renal hypertension, but moreover, they are the main cause of hypertension secondary known, particularly diseases of the renal parenchyma. Stenosis (narrowing) of the renal artery is a relatively rare cause but which is diagnosed, can in many cases be cured with surgery or, more recently, angioplasty (narrowed artery dilation with a catheter having an inflatable balloon at edge, the way of what is done with coronary heart disease).


Endocrine

They are very rare cause of hypertension. Frequently the act through an increased production of hormones by the adrenal, generally for a tumor that can be surgically removed, for example, primary aldosteronism, pheochromocytoma or Cushing's syndrome.


Iatrogenic Disease

Oral contraceptives. Almost all women who take the pill suffer a high, even though slight, in blood pressure. In a few cases, this increase can be considerable and lead to hypertension.


© Órbitanews 2014