Hipertensão arterial (riscos)

Riscos da hipertensão arterial

As principais doenças associadas à hipertensão arterial e as lesões que pode causar em diversos órgãos vitais

A hipertensão arterial é um factor de risco importantíssimo de doença cardiovascular e a principal causa de morte e incapacidade no nosso País

hipertensao arterriscos

Hoje, reconhece-se que a adopção de um estilo de vida saudável pode prevenir, pelo menos em parte, o aparecimento de hipertensão arterial (HTA). 

Por outro lado, sabe-se que existe um enorme potencial para reduzir a incidência de doença e de morte cardiovascular se a HTA for detectada precocemente e controlada adequadamente. 

Está bem demonstrado que uma pressão arterial sistólica (PAS) superior a 160mmHg ou uma diastólica (PAD) superior a 95mmHg triplicam o risco de acidente vascular cerebral, duplicando também o risco de doença coronária.

Nos primeiros anos, a HTA não provoca geralmente quaisquer sintomas ou sinais de doença, à excepção dos valores tensionais elevados detectáveis através da medição da pressão arterial, o que levou a que se apelidasse a HTA de «assassino silencioso». 

Contudo, com o decorrer dos anos, a pressão arterial acaba por lesar os vasos sanguíneos e os principais órgãos vitais do organismo, ou seja o cérebro, o coração e o rim, provocando sintomas e sinais.

As principais doenças associadas à HTA, e por ela causadas, são:

- Acidente vascular cerebral

- Cardiopatia isquémica, incluindo angina de peito, enfarte do miocárdio e morte súbita

- Insuficiência cardíaca

- Aneurisma dissecante da aorta

- Insuficiência renal

Esta doença pode levar a graves lesões dos órgãos vitais, tais como:

- Diminuição gradual da função do órgão, devido a um fornecimento insuficiente de sangue. Esta diminuição ou perda da função pode ser rápida e maciça quando um vaso estreitado se fecha completamente, se rompe ou é obstruído por um coágulo, interrompendo totalmente o fornecimento de sangue ao órgão. 

A consequência pode ser, por exemplo, um enfarte do miocárdio, um acidente vascular cerebral ou uma gangrena do pé, de acordo com o território afectado.

- A parede arterial enfraquecida pela pressão arterial elevada pode ceder e dilatar-se, formando um pequeno balão, que chamamos aneurisma. 

Se isto acontecer, na artéria aorta ou numa artéria do cérebro, poderá ocorrer uma crise cardiovascular que põe em risco a vida do indivíduo.

- A HTA obriga o coração a trabalhar mais para bombear o sangue através dos vasos. Este maior esforço leva o coração a hipertrofiar-se e, finalmente, a dilatar-se. 

Como consequência pode surgir insuficiência cardíaca (quando o coração já não consegue bombear sangue suficiente para satisfazer as necessidades do organismo). 

Por outro lado, o fluxo de sangue ao músculo cardíaco pode tornar-se insuficiente surgindo angina de peito.




Risk of hypertension



Hypertension is an important risk factor for cardiovascular disease and the leading cause of death and disability in our country
hipertensao arterriscos
Today, it is recognized that adopting a healthy lifestyle can prevent, at least in part, the appearance of hypertension (HT). On the other hand, it is known that there is huge potential to reduce the incidence of cardiovascular disease and death if the HTA is detected early and adequately controlled. It is well established that a systolic blood pressure (SBP) greater than 160 mmHg or a diastolic (DBP) 95 mmHg greater than triple the risk of stroke, doubling the risk of coronary heart disease.

In the early years, the HTA does not normally cause any symptoms or signs of disease, with the exception of blood pressure values ​​detected by measuring high blood pressure, which led to the HTA apelidasse of 'silent killer'. However, over the years, the pressure eventually damage the blood vessels and the main body's vital organs, ie brain, heart and kidney, causing symptoms and signs.

The main diseases associated with hypertension, and caused by it, are:

- Stroke

- Ischaemic heart disease including angina pectoris, myocardial infarction and sudden death

- Heart Failure

- Dissecting aneurysm of the aorta

- Renal

This disease can lead to serious damage to vital organs, such as:

- Gradual reduction of organ function, due to insufficient blood supply.This decrease or loss of function can be rapid and massive vessel when a narrowed closes completely breaks down or is blocked by a clot, completely stopping the supply of blood to the organ. The consequence may be, for example, myocardial infarction, stroke or gangrene of the feet, according to the affected area.

- The arterial wall weakened by high blood pressure may provide and expand, forming a small balloon, which we call aneurysm.

If this happens, the aorta or an artery in the brain, may experience a cardiovascular crisis that endangers the life of the individual.

- Hypertension forces the heart to work harder to pump blood through the vessels. This greater effort leads the heart hypertrophy and is finally to dilate.


As a result of heart failure can occur (when the heart can not pump enough blood to meet the needs of the body).

Moreover, the flow of blood to the heart muscle may become insufficient emerging angina pectoris.



© Órbitanews 2014