Homens e Mulheres

O sexo encarado por homens e mulheres

Homens e mulheres encaram o sexo de forma diferente. Perceber o outro lado,minimiza discussões e mal entendidos.

sex encarado

É o momento de esquecer as contrariedades, os rancores, as frustrações, os hábitos. Para escrever na história do casal uma sexualidade mais livre, mais criativa e mais sensual, é necessário compreender as diferenças entre géneros, ou seja, a forma como homens e mulheres encaram a sexualidade.   Só depois disto será possível chegar a uma sexualidade que nos dá a sensação de estarmos verdadeiramente vivos e que age de acordo com a nossa energia e expressão do nosso íntimo.

É preciso que os casais partam para o reencontro, de forma lúdica e criativa, e tomem consciência de tudo o que pode constituir barreira à plena sexualidade. Desde medos, crenças, inibições, mas também a preguiça e a rotina são inimigos do desejo entre o casal, acabando por vezes por tornar a sexualidade mecânica.

No domínio da sexualidade, a projeção é um comportamento perigoso: não dar ao outro aquilo que não gostaria de receber é muitas vezes fonte de mal-entendidos, frustrações ou conflitos. Saiba o que distingue homem e mulher no domínio do sexo.

O lado do homem

Sem cair em generalidades, sexólogos e investigadores concordam em reconhecer que a sexualidade do homem é visual, mais instintiva e focada no seu órgão. Essas características, posteriormente modificadas pela personalidade e história de cada um, resultam comportamentos que podem provocar incompreensão ou conflito.

Uma excitação mais visual. É necessário testar o que despoleta o prazer do seu companheiro. Qual a melhor abordagem? Que tipo de erotização do corpo? Através de que lembranças ou imagens?

Uma ansiedade focalizada no seu sexo.

Que, aliás, lhe consome uma grande parte da sua energia psíquica. De onde resulta um comportamento muitas vezes centrado no seu próprio sexo, interpretado como egoísta, ou como uma faceta demasiado primária, expressão da sua ansiedade.

Uma produção de hormonas sexuais constante. Dito de outra forma, de testosterona. Os homens são, mais do que as mulheres, submissos à pulsão sexual. O que pode gerar mal entendidos e discussões sobre o tema: “tu nunca estás disponível” versus “não é o momento”.

Olado da mulher

É preciso deixar de lado as banalidades sobre o facto da mulher ser mais sensual e mais terna que o homem. Mas não podemos ignorar totalmente a dimensão emocional da sexualidade feminina, bem como a sua importância na complexa e subtil mecânica do prazer.

Há, na mulher, uma recetividade aguda ao clima emocional e ao contexto afetivo. Assim, mal o desejo diminui ou desaparece, será útil questionar sobre o clima relacional e afetivo. Como cuida da intimidade do seu parceiro? Está suficientemente atento? Apoio o seu parceiro?

O desejo espelhado.

A tendência das mulheres é desejar mais intensamente quando se sentem, elas próprias, mais desejadas. Mas, é necessário exprimir esse desejo: “preciso de ti”, “quero fazer amor contigo”. Sabe passar essa mensagem?

Diferença entre orgasmo e prazer. Esperar o auge do prazer não é forçosamente o sinal que o prazer sexual foi satisfatório. O prazer é algo mais vasto, que inclui uma satisfação física, psíquica e sensual. Traduz-se no abandono completo do corpo e da alma



© Órbitanews 2014