Refinados

Refinados e Brancos vs. Grosseiros e Escuros


Já ouviu falar do Dia Nacional da Regularidade Intestinal e do Controlo de Peso? Celebre-o todos os dias

refinados

Já ouviu falar do Dia Nacional da Regularidade Intestinal e do Controlo de Peso? É claro que não, fomos nós que o criámos! Celebre-o todos os dias seguindo as “estratégias cerealíferas” que nutricionista Madalena Muñoz lhe apresenta nesta dica e abata definitivamente a irregularidade intestinal, o excesso de peso e o colesterol!!! No mínimo aliciante, não acha? Leia e “integre” todos os ensinamentos da nutricionista! Quem sabe se ainda não transforma de uma vez por todas o “cenário cerealífero da sua alimentação” em algo mais escuro e grosseiro mas definitivamente mais saudável e até mais económico?


Você está aqui: Hidratos de Carbono > Amidos > Cereais > Farinhas Refinadas/Brancas > Bolos, bolachas, biscoitos, e carcaças... > excesso de: peso, colesterol, irregularidade intestinal...


refinados 2

Sejam carcaças branquinhas com manteiga, chouriço ou queijo da Serra, seja um esparguete branquinho (de trigo) com molho de natas e cogumelos, seja uma lasanha (de trigo branca) com muita carne e gordura, seja uma pizza (de base de farinha de trigo branca) de quatro suculentos queijos, seja uma arrozada branquinha com manteiga (a acompanhar o bitoque + a batata frita), sejam croissants, pães de leite ou scones “refinadíssimos”, sejam flocos de pequeno almoço para graúdos ou papas para miúdos, o que é facto é que o cenário cerealífero da nossa alimentação é excessivamente refinado e branco (e consumido em exageradas quantidades).


Esse é que é, então, o problema dos mal afamados “hidratos de carbono” (expressão popular para “acompanhamentos/batata/massa/arroz/pão/farinhas em geral...”, ou seja o grupo dos alimentos dos cereais e derivados). Exagera-se especialmente no consumo de produtos alimentares à base de farinha de trigo branqueada e refinada, que existe em matrizes altamente calóricas, pelas combinações exageradamente gordurosas e/ou açucaradas - encharcadas em óleos vegetais (muitas parcial ou totalmente hidrogenados), “ovos”, sal, etc.! Ora, assim até eu digo mal!


As pastelarias, as padarias, os cafés, os bares, os restaurantes, e os corredores dos supermercados – se virem bem são locais “raros” nas nossas vilas e cidades, e com “escassez” dessas comidas!! “Bons refúgios” portanto...

Contudo, precisamos de hidratos de carbono como precisamos de água ou ar! Mesmo que queiramos controlar o nosso peso! Sejamos saudáveis ou não, estejamos em crescimento ou não, estejamos à espera de bebé ou não, sejamos atletas ou não, sejamos velhinhos ou não, a regra é: precisamos de ingerir hidratos de carbono todos os dias e numa quantidade relativamente elevada! Os defensores da alimentação saudável, como eu, promovem a ingestão diária de hidratos de carbono – entre 40 a 70 % das calorias diárias, consoante as recomendações e necessidades – através de, nomeadamente, cereais de boa qualidade!


Como fazer para comer boas e variadas fontes de cereais e outros alimentos ricos em hidratos de carbono?


evitar pastelarias e afins, e não comprar produtos feitos com farinhas, e muito menos farinha branca de trigo (é bom variar os cereais), o que significa:

- evitar almoçar em restaurantes “normais” (os vegetarianos ou alegadamente saudáveis são melhores escolhas),

- tomar o pequeno almoço em casa e

- trazer o mais possível de casa paparoca (lanches e snacks saudáveis).

variar para além do trigo e “integrar”: a aveia, o centeio, a quínoa, a cevada perolada, o arroz integral, etc. muito pouco ou nada refinados; e ainda preferir a batata e a batata doce com casca.

3º Apostar nas leguminosas: grão, ervilhas, lentilhas, soja, favas, feijão encarnado, feijão preto, etc.

4º Preferir fruta fresca inteira e com casca se possível


Sugiro ainda comer 3 vezes ao dia uma boa fonte de cereais (por exemplo: papas de aveia ao pequeno almoço, arroz integral ao almoço e cevadinha perolada ao jantar) e ingerir todas as comidas com menos gordura (especialmente a de origem industrial e animal), açúcar e sal (o nosso pão ainda é bastante salgado...)


Assim você pode vir parar aqui: Hidratos de Carbono > Amidos e Fibras > Cereais Variados e Integrais > boa gestão do peso, do colesterol, da glicémia, da regularidade intestinal, do humor, da energia, da tensão arterial, e da “carteira”...


Vivam os cereais e os produtos à base de cereais grosseiros e escuros! 




© Órbitanews 2014